sábado, janeiro 11

Shalom Sharom, Salam Saddam

No verão de 2003, ainda sobre o som televisivo dos bombardeios de Bush compus esta canção.

Resta um arquivo velho, de ensaio em estúdio gravado em take único com overdub de vozes. Um registro cru para uma guerra sangrenta que apresenta sequelas até hoje.

Ariel Sharon está morto. Assim como Saddam Roussein, Yasser Arafat e outros personagens que estão mortos ou no fim de carreira. Que tenhamos dias melhores.

Fica aqui o registro.



Visão do Conflito
(Leandro Maia)
Donos da verdade se aproveitam dos fanáticos
Tomando territórios palestinos desarmados
Irônicos desdenham dos acordos e tratados
Tiram vantagem do sofrimento dos seus antepassados
Árabes cometem atentados eficazes
Assassinam a si mesmos por rancores milenares
Homens-bomba, grupos paramilitares
Organizam lutadores, terroristas, kamikases
O xerife texano envia tropas de milícia
Jovens pobres vão à guerra pela máfia armamentista
Salve, salve, chefe ianque da ganância petrolífera
Colin Powell, Tony Blair e os comandados da rainha
O império se expande sobre os povos catatônicos
Com um súdito ministro, Nero Anglo-saxônico
Onde os proto-neo-nazi-fasci-norte-americanos
E a direita israelense executam novos planos
Shalom Sharon Sharon Shalom
Shalom Sharon Sharon Shalom
Shalom Sharon Sharon Shalom
Shalom Sharon Sharon Shalom
Salam Saddam Saddam Salam
Salam Saddam Saddam Salam
Salam Saddam Saddam Salam
Salam Saddam Saddam Salam
Javé, Jeovah, Jesus, Alah
Oh Bless My Lord Tupinambá
Washington, Cabul, Jerusalém, Bagdá
Saddam Russein, Tony Blair, Yasser Arafat
Mr. Bush, shut up, o jogo não acabou
Salam Sadam, Shalom Sharom

Nenhum comentário: