DOUTORADO

segunda-feira, março 17

PROJETO SOM-DA-CIDADE



Proposta de Educação Musical para as escolas da Rede Municipal de Ensino.






Leandro Ernesto Maia
professor





Porto Alegre, dezembro de 2006.
PROJETO SOM-DA-CIDADE

Sonda a Cidade.
Sonda o som da cidade.
Alimenta a cidade através de uma sonda, onda sonora.
Sondar, somar, sonhar, sorrir, soprar, silvar,
salivar na sala de aula, silenciar.

APRESENTAÇÃO

O projeto SOM-DA-CIDADE consiste numa proposta de educação musical para a rede municipal de ensino de Porto Alegre feita por um professor integrante desta mesma rede. Visa articular as ações e os movimentos já existentes nas áreas de educação e cultura, numa atuação conjunta e solidária que associe música, cidadania, protagonismo juvenil, formação de platéia e capacitação profissional, além de servir de auxílio a programas de valorização à vida, ações de combate à violência e de inclusão social.
A concepção desta proposta parte do meu histórico de atuação de um professor de música em diferentes projetos entre eles Oficina de Música Jardim Universitário (UFRGS, 1999), CEEE faz Música em Movimento (C.C. 25 de julho, 2001), Descentralização da Cultura (SMC, 2003) e Projeto Ouviravida Alvorada (OSPA, 2004) . Atualmente, como professor de música da E.M.E.F. Neusa Goulart Brizola junto ao projeto Cidade Escola, vivencio a constituição de um projeto piloto de escola integral que tem no ensino das artes parte considerável de sua ação na comunidade.
A partir do meu relacionamento com pais, escolas, associações de moradores, além do convívio acadêmico, da troca de experiências com outros professores, da vivência como representante da classe musical e da trajetória como artista , foi possível perceber como é imprescindível uma atuação conjunta e transversal dos diversos componentes do poder público para que uma ação educacional seja realmente efetiva. A educação passa a ser uma prioridade quando é compartilhada por todas as esferas de governo. Este preceito está em perfeita consonância com o modelo de gestão vigente no município que se baseia na Governança Solidária. Esta proposta visa articular projetos já existentes, tais como Abrindo Espaços para a Cidade que Aprende (AECA), Projeto Cidade Escola, Ações e eventos da Secretaria Municipal da Cultura (SMC), Ações e eventos da Secretaria Municipal de Educação (SMED) além de implementar novas ações específicas de educação musical.
Um conjunto de ações que busca atender os diversos fazeres musicais através do aprendizado específico, da prática musical coletiva, da reflexão. Ler, escrever e entender o mundo num processo profundo de letramento através da música. Dar-se conta de sua própria história e cultura através da apropriação da linguagem musical, rica e polifônica de idéias em diálogo.

O PROJETO SOM-DA-CIDADE CONSISTIRÁ NAS SEGUINTES AÇÕES:

a) no ensino específico de música para alunos da rede municipal através do aprendizado de instrumentos musicais, do canto e da realização de práticas de conjunto tais como a organização de coros, pequenas orquestras e conjuntos de música popular de câmara;

b) o engajamento e a sensibilização dos professores e da comunidade escolar para a importância da música como ciência, arte e linguagem;

c) a realização de um circuito permanente de intercâmbio cultural. Esta ação permanente compreende em apresentações e trocas de experiências entre todas as escolas da rede;

d) protagonismo itinerante, que consiste na formação de um grupo de alunos-monitores maiores de 14 anos, que já participam com destaque em projetos sócio-educativos existentes na rede . Constituirão um grupo de auxiliares para as aulas de música e atuarão junto aos professores nas classes e apresentações, tendo reuniões semanais de preparação junto à coordenação deste projeto. O protagonismo é itinerante uma vez que os alunos terão a oportunidade de estabelecer suas atividades em outras comunidades contribuindo, assim, para o intercâmbio de integração cultural e capacitação profissional, uma vez que deverão ser instrumentalizados para operar aparelhagens de sonorização e iluminação. Estes alunos receberão ajuda de custo (bolsa) e vales-transporte.

e) na interlocução constante com outros agentes do poder público e instituições sobre a importância de ações culturais e educativas, reforçando consciência cidadã e responsabilidade social.

f) formação de uma Musicoteca Volante, contendo materiais didáticos, livros, CDs, DVDs, partituras e aparelhos de som. Esta Musicoteca será formada por Caixas-Estantes que acompanharão as apresentações dos grupos musicais a serem realizadas no circuito permanente de intercâmbio, ficando à disposição da escola visitada durante o período de duas semanas.

g) Formação de uma equipe de capacitação pedagógica, integrada por educadores da rede municipal de ensino. Esta equipe atuará junto aos alunos-monitores, dando suporte emocional e pedagógico para sua atuação. Será também responsável pela realização de oficinas e seminários junto aos demais professores da rede, bem como integrar-se às atividades da SMED e SMC ligadas à área.

h) Surgimento de ações futuras relacionadas à criação e produção de repertório musical para as escolas da rede e possíveis publicações, tais como a edição de livros, partituras e CDs.

Objetivos Gerais:

• Proporcionar ações de educação continuadas e abrangentes;
• Fomentar iniciativas do poder público na área de Educação Musical;
• Incentivar a realização de convênios com instituições de ensino superior no que se refere à pesquisa, extensão e ensino, possibilitando aos estudantes a realização de estágio de prática docente;
• Reunir SMED e SMC em ações transversais e interdisciplinares;
• Articular governo municipal, sociedade civil e iniciativa privada em ações conjuntas, solidárias e continuadas;

Objetivos Específicos:

• Maximizar a utilização espaços culturais e educativos da rede;
• Proporcionar a educação musical através do aprendizado de instrumentos, do canto, teoria e percepção musical;
• Oferecer alternativas de lazer, emprego e renda para as famílias envolvidas;
• Formar e Capacitar jovens protagonistas, que se tornarão multiplicadores musicais em suas comunidades;
• Incentivar o protagonismo musical de professores da rede, engajando sua participação como agentes culturais, contribuindo para seu bem estar e o estabelecimento de novas relações no ambiente escolar;

IMPLEMENTAÇÃO

O PROJETO SOM-DA-CIDADE será implementado gradativamente a partir do estabelecimento de atividades e princípios reavaliados de forma contínua e periódica. Entende-se a necessidade da realização de um projeto piloto com a duração de um ano, avaliado trimestralmente e posterior expansão – a partir da realização de estudos de viabilidade e adaptação à realidade de cada local.
Sugerimos a E.M.E.F. Neusa Goulart Brizola como local de realização do projeto piloto. A escolha desta localidade se deve ao fato desta escola já ter sido eleita para o início do Projeto Cidade Escola, além de contar com um público alvo carente de iniciativas que ressaltem seus valores locais e a formação de lideranças na comunidade.



LOCAL:
Escola Municipal de Ensino Fundamental Neusa Goulart Brizola
PÚBLICO ALVO: alunos do segundo e terceiro ciclos do Ensino Fundamental inscritos.
TURNO: manhã, para alunos que estudam à tarde, atividade de turno complementar.


A implementação do projeto piloto dar-se-á nas seguintes etapas:




PRIMEIRA ETAPA

Caracteriza-se pela estruturação da equipe. Duração: 1 mês

• Seleção e convocação da equipe pedagógica;
• Realização de dois seminários iniciais, contando com a presença de todos os membros da equipe pedagógica para equalizar as expectativas, conhecer melhor a comunidade da escola piloto e proporcionar a troca de experiências entre os profissionais envolvidos. Estes seminários serão realizados na localidade da escola piloto.
• Realização de duas reuniões – manhã e tarde - da equipe pedagógica com profissionais ligados à SMC, tais como sonorizadores, iluminadores, músicos da banda, gestores, oficineiros da descentralização com o objetivo de sensibilizá-los para futuras ações em parceria ligadas ao protagonismo itinerante. Troca de idéias e experiências. Integração profissional das áreas.
• Realização de dois encontros – manhã e tarde - com os professores da escola da localidade piloto, com o intuito de vislumbrar uma boa integração entre a equipe pedagógica e os professores locais, fazendo uma apresentação do projeto, das atividades e dos profissionais envolvidos.

SEGUNDA ETAPA

Caracteriza-se pelo contato direto com as famílias e a comunidade local. Aquisição de alunos. Duração: 1 mês
• Divulgação do PROJETO SOM-DA-CIDADE através de cartazes, banners, panfletos, visitas na comunidade e nas salas de aula. Chamada para as inscrições.
• Realização de dois encontros – manhã e tarde – com todos os pais da escola, com o objetivo de apresentar o projeto, colher impressões, expectativas e incentivar o comprometimento da comunidade. Início da divulgação e do processo de inscrições.
• Realização de atividades de demonstração, aulas abertas, bate-papos de integração entre os professores, crianças e jovens.

TERCEIRA ETAPA

A terceira etapa se caracteriza pelo início das atividades regulares do PROJETO SOM-DA-CIDADE, com ênfase na realização das aulas.
• Formação das turmas e grupos regulares, atendendo critérios como número de alunos por turma/atividade, horários e espaços disponíveis;
• Início das aulas;
• Realização, com os alunos, de visitas a outros projetos como da Orquestra de Flautas Villa-Lobos, Projeto Semear, Conjunto Instrumental Pastor Dohms, e outros.
• Início gradual da implementação das demais ações previstas nos itens c,d,f,g,e,h, das ações do PROJETO SOM-DA-CIDADE;

AVALIAÇÃO

Após realização das três etapas iniciais ocorrerá o processo de avaliação do PROJETO SOM-DA-CIDADE, que terá a periodicidade de três meses e será realizado nas seguintes esferas:

• Avaliação interna da equipe pedagógica;
• Avaliação coletiva de cada turma, feita pelos alunos e pelo professor, registrada por escrito e lida por um representante da turma na reunião de pais;
• Avaliação dos pais, realizada em um encontro convocado para esta finalidade, havendo apresentação musical dos alunos e a leitura das avaliações coletivas das turmas. Será realizada a manifestação dos pais junto à equipe pedagógica e a pactuação de ações conjuntas, adaptações e eventuais modificações e melhorias;

No final do primeiro ano do projeto piloto será realizada a avaliação geral do projeto junto à Secretaria Municipal de Educação e à Secretaria Municipal de Cultura, com pareceres dos membros da equipe de interlocução. Será estudada e viabilidade de expansão do PROJETO SOM-DA-CIDADE para outras escolas, tendo como foco principal o respeito à realidade local e o aproveitamento das características de cada escola.

EQUIPE PEDAGÓGICA:
Equipe Função Situação funcional

Cláudia Mancio
Coordenadora local do PROJETO CIDADE ESCOLA
Prof. SMED

Leandro Maia
Coordenador do PROJETO SOM-DA-CIDADE,
Prof. de Canto Coral, Violão e prática de conjunto
Prof. SMED

Pery Souza
Prof. de Canto Coral, Violão e prática de conjunto
Prof. SMED

Cristina Cavalheiro
Prof. de flauta doce, laboratório musical e prática de conjunto
Prof. SMED

Hilton Machado (Melô)
Prof. de percussão e prática de conjunto
Prof. SEC – necessário cedência ou contratação




Equipe de Interlocução


Pessoas das áreas da educação e cultura vinculadas à administração pública do município de Porto Alegre:




Adriana Fontoura Marques – SMED – Coordenação Cultural
Ana Fagundes – SMC – Secretária Adjunta
Chico Saratt – SMC – Gabinete do Secretário de Cultura
Cristina Rolim Wolffenbüttel – SMED – Tessituras Educativas
Henrique Mann- SMC – Coordenação de Música
Luci Comissoli – SMED – Cidade Escola
Marcelo Nadruz – SMC - maestro da Banda Municipal
Rosa Maria Caldas - SMED – Tessituras Educativas
Valeska Brum – SMED – Cidade Escola

Necessidades Materiais e Recursos Humanos:

• Aquisição de instrumentos musicais – abaixo
• Aquisição de materiais pedagógicos (cadernos de música, estantes de partitura, lápis, borracha);
• Vale-transporte e ajuda de custo (bolsa) para os participantes da ação “protagonismo itinerante”;
• Planejamento de Regime de horas, cedência e contratação dos professores do projeto;
• Materiais de divulgação: cartazes, panfletos, banners,
• Transporte para o “circuito permanente de intercâmbio cultural” e a “Musicoteca Volante”
• Aquisição de CDs e livros junto à SMC/Fumproarte


INTRUMENTOS MUSICAIS E MATERIAIS DE APOIO

MATERIAL PERMANENTE
ITENS QT. UNID. DESCRIÇAO MARCA MODELO VLR UNIT VLR TOTAL
1 PEÇA AGOGO LIVERPOOL TRIPLO CROMADO AGTRC LIVERPOOL 36,90 36,90
1 PEÇA BONGO JENNIFER AMADOR PAR MADEIRA HDO12 JENNIFER 153,00 153,00
2 PEÇA DJEMBE REMO 24X14 TAMBOR AFRO DJ0014 REMO 1.349,00 2.698,00
1 PEÇA SURDO MUSIC 60X24 ALUMINIO MU222 MUSIC 215,00 215,00
1 PEÇA CAIXA LUEN 15X14" GUERRA INOX ARO CROM. RTI15 GUERRA 91,90 91,90
10 PEÇA VIOLAO CONDOR NATURAL NYLON C/ TENSOR C17NT CONDOR 145,00 1.450,00
2 PEÇA CAVACO GIANNINI ACUSTICO GCSE17AC GIANNINI 195,00 390,00
2 PEÇA PANDEIRO CONT.MAD.10" COURO 20C CONTEMP. 135,00 270,00
2 PÇA TAMBORIM IZZO IZ3691 IZZO 23,90 47,80
1 PEÇA GANZA LIVERPOOL 38X160 MEDIO GC160 LIVERPOOL 12,90 12,90
1 PEÇA XILONE JOG 13 TECLAS MAD. BAIXO P2165 JOG 579,00 579,00
1 PEÇA RADIO COM CD NKS MP3 PCD5600 NKS 189,00 189,00
1 ARMÁRIO GRANDE DE METAL COM CHAVE 1,75x0,75x0,33 299,90 299,90
2 ESTANTE DE AÇO 1,98x0,92x0,27 79,90 159,80
6.593,20

MATERIAL DE CONSUMO
ITENS QT. UNID. DESCRIÇAO MARCA MODELO VLR UNIT VLR TOTAL
40 4 KIT SUPORTE RMV P/ SURDO PSU0031 RMV 85,00 340,00
1 PEÇA TRIANGULO MUSIC 30 CM 8MM ALUMINIO MU078. MUSIC 10,90 10,90
4 PEÇA OVO MARCA TURBO CHN CHN CHN 5,90 23,60
1 PEÇA COWBELL CSR CB5/5 CSR 35,90 35,90
1 PEÇA CAXIXI IZZO DUPLO BAHIA IZ4992 IZZO 54,90 54,90
1 PEÇA MANIVELA IZZO P/ TARRACHA IZ538 IZZO 5,50 5,50
10 PEÇA APOIO PARA VIOLONISTA IZ662 36,90 369,00
2 PEÇA ENC. CANARIO VIOLAO NYLON GENW CANARIO 7,50 15,00
2 PEÇA ENC. SÃO GONÇALO CAVACO NIQ IZ5131 SÃO GONÇALO 6,90 13,80
1 PEÇA BAQUETA CONT. SURDO D 3 MAD. 31AC CONTEMP. 14,90 14,90
1 PEÇA VASSOURINHA LIVERPOOL NYLON PAR BA340 LIVERPOOL 46,90 46,90
2 PEÇA BAQUETA STAGG MAPLE MADEIRA SM5A SM5A STAGG 6,50 13,00
1 PEÇA BAQUETA IBANEZ TIMPANI TIMPANI IBANEZ 22,90 22,90
2 PEÇA CAPA MUSIC PANDEIRO 10" 11" 12" 13" MU026 MUSIC 7,50 15,00
30 PASTA COM FOLHAS DE PLÁSTICO 12,00 360,00
1.341,30

6 comentários:

ana laura diniz disse...

caro leandro,

perdoe-me por incomodá-lo com uma pergunta. vi no teu blog você citar "manivela para tarraxas" de violão. comecei a aprender o instrumento recentemente, e meu professor comentou que existe no mercado uma manivela eletrônica que, inclusive, ao ser acionada, ela enrola a corda até a devida afinação. pesquisei e nada encontrei acerca. ele mesmo não sabe me dizer o nome do equipamento, apenas que custa cerca de US$ 185,00. de resto, só recebi piadinhas como respostas em comunidades que achei sobre música. se puder auxiliar-me, agradeço.

abraços,

ana laura

ana laura diniz disse...

e parabéns pela iniciativa em levar música às escolas públicas. uma nação não sem faz sem cultura. e muito menos sem amor. música é tudo isso e tanto mais: é linguagem universal. parabéns!

Anônimo disse...

Professor Leandro ,você deixou muita saudadee aquih no Neusa ...
Adorei conhecer você,suas musicas são muito0h Show ...Adorei seu CD ...Você é um professor muito querido,você é tri di maissss ...

Estamos com saudade ....
Beijus
Thainá da C12 láh du Neusa

Thaináàh da C12 disse...

Adoramos você ...

Cow Bees disse...

Que lindo Leandro...
Parabéns!
Linda tua garra, articulação política e vontade de mudar o mundo.
Parabéns.

Beto

Celina disse...

Awesome!